Bem vindo! 

O mote deste podcast é a indústria automobilística em suas várias esferas, assim, conceitos como governança, território, desenvolvimento, inovação, trabalho, trabalhadores e sindicatos são pontos centrais em nosso debate. É com essa pauta que escolhemos nossos convidados e áudios, então, você encontrará aqui desde apresentações a entrevistas que desafiam o entrevistado a dialogar com a audiência. 

Estamos presentes em 7 plataformas de podcast (Anchor, Breaker, Overcast, Pocket Casts, RadioPublic e Spotify), mas você poderá ver o resumo, ouvir os episódios e acessar "resenhas" sobre os mesmos aqui em nosso site. 

Esperamos que tenha uma ótima experiência, que nos curta nas plataformas e que nos siga!

Brain_Entrevista.png

Luana Nunes #12 - Estranhamentos e reflexões sobre o universo, ainda masculino, fabril e acadêmico. 

🗣️ O mundo mudou e as novas gerações trazem o devir. 

✅Luana, Graduanda do Bracharelado de Administração da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Campus de Volta Redonda e Pesquisadora Associada ao Brazilian Research in Auto Industry (BRAIN) é nossa entrevistada deste mês!

Luana fala de sua trajetória, reflete sobra a mudança geracional de perspectiva familiar (tanto para os estudos, trabalho, quanto para a construção do feminino). Enquanto mulher-estudante-cidadã explica como se vê dentro do espaço acadêmico e de como se interessou pelo setor automotivo, além disso, tece análises transversais entre as questões do setor e a presença feminina. 

❓ Qual o lugar dos corpos femininos na academia e nas fábricas? Todo discurso empoderador do feminino vai ao encontro de uma construção igualitária? Ficaram curiosxs? Não deixem de ouvir, curtir e  compartilhar esse episódio bem especial. 

valor-economico-logo.png

Marli Olmos #11 - Um panorama da indústria automotiva brasileira na pandemia: presente e futuro em crise?

🗣️ Entrevistada por Lucas Lemos Walmrath (pesquisador associado do Brain e Doutorando em Ciências Humanas - Sociologia, PPGSA-UFRJ), Marli Olmos reflete sobre sua trajetória enquanto principal repórter do setor automotivo no Valor Econômico. Com mais de duas décadas de experiência nesta importante indústria, a jornalista faz um balanço do cenário atual, sobre como se chegou até aqui e os desafios do futuro, incluindo o fechamento de fábricas ocorrido em meio a pandemia. A entrevistada discute fatores sociais, econômicos, políticos e tecnológicos que explicam, em conjunto, como a indústria automotiva ainda tem grande relevância para a economia brasileira, e como o Brasil vai se inserir nas novas transformações econômicos globais que são reproduzidas por este setor, com destaque atualmente para as políticas públicas de sustentabilidade e mobilidade urbana que perpassam veículos elétricos e híbridos.

Concessionária_Nissan.jpg

Lucas Lemos Walmrath #10 - Uma conversa sobre Nissan, sociologia e o polo automotivo do Sul-Fluminense

Lucas Lemos Walmrath defendeu recentemente (na UFRJ) sua dissertação de mestrado, foi orientado por Rodrigo Santos. O título foi "O enraizamento sociológico da decisão de investimento locacional: a opção da Nissan por Resende (RJ)", com a dissertação defendida, aprovada e recebido os devidos elogios, nós decidimos convidá-lo para a gravação de nosso Brain Entrevista. Na verdade, o convidamos para um desafio: estabelecer um diálogo com nossa audiência sobre a temática da dissertação, transformar a série de leituras que fez, hipóteses testadas e análises elaboradas em minutos de conversa, de

diálogo bem horizontal. Então, a quem interessar possa, neste episódio várias questões ficam fluidas e mais evidentes, do caminho feito pelo pesquisador para chegar ao tema, a complexidade do polo automotivo do Sul-Fluminense, o impacto da chegada da Nissan na região e de como isso teve um efeito "dominó", por impactar a vida, trabalho e até mesmo as estratégias de venda de concessionárias. Enfim, vale muito a pena escutar!

José Ricardo.png

José Ricardo Ramalho #9 - Trabalho, desenvolvimento e grandes empresas no Sul Fluminense – um balanço de pesquisa

Compartilhamos com vocês a apresentação que o Prof. Doutor José Ricardo Ramalho fez no Grupo de Estudos do Desenvolvimento do Sul-Fluminense (GEDESF). Como José Ricardo é profundo pesquisador e conhecedor das temáticas da Indústria Automobilística, nessa apresentação ele apresenta sua própria trajetória dentro desta temática de pesquisa, aponta a variedade de temas e pesquisas que já foram abordadas, disserta sobre o novo regime automotivo - anos 1990, faz apontamentos sobre a crise de 2008 e seus efeitos contraditórios, além de passar por outras questões como o "trabalho barato", novas estratégias produtivas e o impacto da pandemia. Por fim, fecha mostrando o resultados do percurso de pesquisas. 

Brain_Entrevista.jpg

Equipe

Balanço dos Podcasts de 2020: Equipe Brain #8

Através de comentários que perpassam tanto a ótica estrutural quanto subjetiva a Equipe Brain comenta os podcasts lançados em 2020. Leonardo Ângelo da Silva, Letícia de França Paes, Lucas Afonso, Lucas Lemos Walmrath e Tamara Anita Alves Lima Marques são coordenados por Raphael Jonathas da Costa Lima (coordenador do projeto) neste episódio. Partindo de uma visão geral e estruturante, passando por tom mais confessional e adentrando o panorama das entrevistas, a equipe se esmera em analisar e citar conceitos, ensaia análises sobre cada entrevistado e expõe os dilemas e reflexões que cada entrevista trouxe. 

Escute, siga, curta e compartilhe!

Cristiano.jpg

Redes Globais de produção, variedades de capitalismo e desenvolvimento no polo automotivo do Sul Fluminense #7 - Cristiano Monteiro

Neste episódio o professor Cristiano Monteiro Fonseca apresenta a temática acima para o Grupo de Estudos em Desenvolvimento do Sul Fluminense (GEDESF). O episódio foi extraído da apresentação que o protagonista fez ao GEDESF e nela ele adentra o debate acadêmico sociológico e demonstra, entre citações de autores e teorias, uma visão bem peculiar e científica do objeto de sua análise.

jacob lima.jpg

Reespacialização da indústria automotiva: olhar de um docente pesquisador #6 - Jacob Carlos Lima

O Professor Jacob Carlos Lima tem uma longa história na sociologia, pautando-se nela, ele colabora conosco neste podcast. Fala de sua trajetória e  relaciona o olhar sobre seus objetos de pesquisa às questões materiais e familiares que pautaram sua jornada. O professor nos ajuda apensar a reespacialização para além de um conceito, para além da indústria automotiva, pois vários "links" são acionados em sua explanação: das reflexões sobree greenfield-brownfield às conexões com a a indústria têxtil e o fazer, preocupar-se com o pensar sociológico, propondo o uma visão mais integradora de quando no pensar o Brasil, o que para ele necessita de maiores pesquisas para o além do centro-sul nacional. A conversa foi didática e fluida. 

Fernando%20Ramalho_Industry_4_edited.jpg

Possíveis impactos da Indústria 4.0: uma perspectiva trabalhista #5 - Fernando Ramalho Martins

O Professor Fernando Ramalho Martins é Professor Assistente Doutor da UNESP - Araraquara, Professor do Mestrado Profissional em Engenharia de Produção (MePEP/UNESP). Doutor em Sociologia pela UFSCar - Universidade Federal de São Carlos (2010), com estágio de doutorado-sanduíche na School of Social Sciences da Cardiff University, Reino Unido, no período de março a julho de 2009. Mestre em Administração pela UFPR - Universidade Federal do Paraná (2005) e graduado em Administração de Empresas pela USC - Universidade do Sagrado Coração (2002). 

Nesta entrevista ele trata dos impactos da Indústria 4.0 sob a ótica do trabalho, assim, analisa essa mudança como uma questão disruptiva e reflete sobre seus efeitos, tanto na questão de novas territorializações como, e principalmente, sobre os sindicatos e organização dos trabalhadores. 

Joao dulci.JPG

Deslocamentos e construção de novos territórios produtivos do setor automotivo #4 - João Dulci

João Dulci combina várias de suas pesquisas para extrair as respostas para nossas perguntas. Fala de Camaçari (BA) e a Ford, trata das plantas automobilísticas do Sul Fluminense no Estado do Rio de Janeiro e adentra questões envoltas sobre a Mercedes em Juiz de Fora-MG. Conceitos como “greenfield”, “brownfield”, “greenfield setorial”, “desenvolvimento” e “guerra fiscal” perpassam a entrevista e fechando nosso encontro o pesquisador tratou do tema da Covid e os impactos para o setor automobilístico brasileiro e as consequências para o país.

SAlerno.jpg

Mudança para powertrain elétrico e os desafios para o Brasil #3 - Mario Sergio Salerno

A entrevista foi fruto de uma Live em que o professor Raphael Lima (UFF) também participou.  Salerno, de maneira clara e dialógica, fala sobre sua trajetória, suas pesquisas e trabalhos iniciais no DIEESE e como que acabou por estudar a indústria automobilística brasileira, além de adentrar temas que perpassam tecnologia, inovação e a eletrificação. Além disso, no decorrer da entrevista, ele faz reflexões sobre os impactos da eletrificação na indústria automobilística brasileira e seus desdobramentos no social. Ensaia responder "pra onde vai a indústria

automobilística e seus sindicatos", além de tratar da temática do "carro conectado" e a política de acesso a dados (Brasil e mundo). Por toda a entrevista o professor remete a uma análise de pensar o Brasil nesse cenário competitivo e de possível reestruturação.

MArcelo Amaral.png

Triple Helix, E-Delivery, inovação, empreendedorismo e indústria automobilística #2 - Marcelo Amaral

Marcelo Amaral é bacharel em Ciências Econômicas pelo Instituto de Economia da UFRJ, mestre e doutor em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ, e pós doutor pela Escola Politécnica da USP. Foi professor visitante na North Carolina State University e pesquisador visitante do Research Triangle Park nos Estados Unidos. Especialista em Gestão de Projetos de Inovação Tecnológica. A entrevista tratou de temas como Triple Helix, E-delivery, inovação e empreendedorismo e desafiou o entrevistado a tratar desses assuntos em uma perspectiva global e

nacional, fazendo-o analisar o cenário local à luz do trabalho e empregabilidade, governança e território. Muito interessante e instrutivo o episódio pois professor Marcelo consegue ser bem didático ao se posicionar e considerar. 

Centre_de_recherche_PSA_Peugeot-Citroen.

PSA Peugeot-Citroën: estratégias de lucro #1 - Raphael Lima

O professor Raphael Lima é Professor Associado I da Univeridade Federal Fluminense no Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) e no Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS), além disso é Coordenador  do Grupo de Estudo em Desenvolvimento do Sul Fluminense (Gedesf) do qual o Brain é um produto tecnológico.  Nesta entrevista ele trata da indústria automobilística na região, especificamente analisa a PSA Peugeot-Citroën e suas estratégias de lucro, passa por temas como cadeia global de valor,  a influência da China e das montadoras chinesas e ainda faz considerações sobre o impacto da pandemia para o setor e suas estratégias de lucro. 

 
 
 
 

Ana Paula Vasconcelos Gonçcalves #13 - Segregação Socioespacial: Sul Fluminense, desenvolvimento, desigualdades e a indústria automotiva.

🗣️ Entrevistada por Leonardo Ângelo da Silva (Dr. em História e Membro Associado do BRAIN) no início de agosto, Ana Paula Vasconcelos Gonçalves é Doutora em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (IESP-UERJ) e defendeu sua tese em 2020 (“Segregação socioespacial nas cidades pequenas e médias: um estudo de caso do Vale do Paraíba Fluminense”).

👉🏽 Nessa versão resumida da entrevista, além de falar de sua trajetória e de como chegou ao tema de pesquisa, Ana Paula explica didaticamente a metodologia científica usada em sua tese, relacionando-a com as temáticas do “desenvolvimento” e a “indústria automotiva”. Adentra questões da região e foca, principalmente, na cidade de Resende, seus indicadores sociais, níveis e desníveis de transformação com a chegada da indústria automotiva e o discurso de desenvolvimento. 

CuriosXs? Escute e, se quiser, curta e compartilhe! 🙌🏽🙌🏽🙌🏽

 

Aline de Oliveira Gonçalves #14 - A experiência de uma mulher preta na universidade pública do início dos anos 2000

 Aline de Oliveira Gonçalves (Mestra em Sociologia e Antropologia) foi entrevistada por Leonardo Ângelo da Silva (Dr. em História e Membro Associado do BRAIN) sobre sua dissertação, defendida em 2007.

✅ Da entrada à universidade pública à sua vida profissional atualmente uma infinidade de coisas atravessou as vivências de Aline, uma questão constante? A educação como ferramenta de transformação de trajetória e ruptura com uma história familiar em que a falta de oportunidades e insegurança estrutural se faziam presentes.

Aline revisita sua história, fala de como surgiu a ideia de prestar vestibular, de seus estranhamentos no IFCS (UFRJ), de seu engajamento contra o racismo e de como encontrou sua pesquisa. Da aluna ativista, da ativista que se tornou aluna para as questões identitárias, críticas sociais e de visão de mundo… Conversa reveladora e poderosa!

1) Não deixe de conferir a dissertação 👇🏽